Política, Cultura e Direito


Mídia servil

 

A hipocrisia estadunidense e seus filhos da puta

John Foster Dulles foi um importante Secretário do Departamento de Estado dos EUA. Exerceu papel fundamental no período da guerra fria. Mas, sem dúvida, a frase que marcou a história desse senhor foi a forma pela qual se referiu ao ditador da Nicarágua Anastácio Somoza. Dulles certa vez declarou que, de fato “Somoza é um filho da puta, mas é o nosso filho da puta”.

Assim os EUA apoiaram a ditadura dinástica da família Somoza, que governou a Nicarágua entre 1936 até 1979, quando foi derrubada pela Revolução Sandinista, assim como apoiou, implantou e sustentou ditaduras que atenderam aos seus interesses financeiros e militares. E faz assim até hoje.

Mas lembrei da frase de Dulles porque acabo de ler um artigo de Robert Fisk, do periódico britânico The Independent, no site Rebelion (http://www.rebelion.org/noticia.php?id=128455). No artigo, Fisk trata da ditadura no Bahrein, um califado governado por uma minoria sunita que oprime uma maioria xiita. O Bahrein não ficou a salvo da onda revolucionária que assola o Oriente Médio desde o começo do ano. Lá também existem manifestações e uma reação extremamente brutal do califado. Denúncias de torturas, pena de morte contra manifestantes e até prisões de médicos que atendem manifestantes feridos! Isso vem ocorrendo desde o início do ano, sem que haja praticamente nenhuma manifestação do governo norte-americano ou dos governos europeus e, consequentemente, de toda nossa mídia servil.

Robert Fisk é um jornalista raro nos dias de hoje. Poucos compreendem e analisam tão bem a situação do Oriente Médio como ele. É um repórter de verdade, vai a campo, entra em zonas de guerra, arrisca a própria pele na busca de informações. Exatamente o contrário daqueles que apenas replicam as informações das principais agências de notícias. Por isso, vale a pena ler esse artigo e tantos outros que escreve sobre a situação no Oriente Médio. Também vale a pena ler o livro que escreveu a partir de suas experiências na região “A Grande Guerra pela Civilização – A Conquista do Oriente Médio”, com mais de 1200 páginas.

Só assim podemos compreender um pouco do que ocorre naquele canto do planeta, porque, falar em liberdade de imprensa por estas bandas é uma grande hipocrisia. A informação manipulada, falseada e distorcida difundida pelas empresas de comunicação daqui, são aquelas a serviço do mesmo modelo político e econômico que apóiam ditaduras pelo mundo, e não tem qualquer escrúpulo em admitir que embora esses ditadores sejam filhos da puta, são os nossos filhos da puta. 

 



Escrito por Luiz às 09h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sul, JOINVILLE, Homem, de 36 a 45 anos
Histórico
Categorias
  Todas as Categiorias
  Link
Outros sites
  Rebelion
  Em defesa do Marxismo
  Vivo na Cidade - blog
Votação
  Dê uma nota para meu blog